terça-feira, 28 de abril de 2009

PROJETO MATRIZ - DIA 30 DE ABRIL COM 4 SUPER SHOWS

MAIS UMA VÉSPERA DE FERIADO E UM GRANDE ENCONTRO DE FERAS NO PALCO
Após mais de uma semana com programação intensa e rica no projeto Conexão no Parque Municipal, com entrada praticamente franca e que arrastou todo o público indie "batendo ponto" quase que diariamente por lá, voltamos a atenção prioritária ao nosso Projeto Matriz. Pra quem tá com saudade de encontrar a galera e ouvir a nova música, esta semana traremos grandes atrações ao Matriz, noite e madrugada adentro...
Finalizando a programação de abril, quatro bandas se encontram no mesmo palco, na próxima quinta-feira.
Com um prazer gigantesco, trazemos de volta ao BH Indie Music a banda Seu Juvenal que se encontra hoje num super momento, lançando seu novo álbum "Caixa Preta"
Junto com ela, a estreante no Projeto, mas já escaldada da estrada, Mottim, também de Ouro Preto, promete uma boa sonzeira.
Mais uma vez, trazemos nossos amigos de Montes Claros pra capital. Nesta quinta, chega para o nosso deleite a Umeazero. A participação da banda é fruto da nossa parceria conjunta, e já bastante citada, com o Instituto Geraes (Montes Claros), que nos possibilita e viabiliza, a todos, estas "invasões" tão produtivas às duas cidades.
E, representando BH, a Vinde Ventura promete trazer um som diferenciado pro público, com a entrada de Ernani na bateria. Já estamos todos na expectativa de uma abordagem inédita ao som da banda, conhecida do BH Indie Music e que está com a gente desde junho de 2008 (I BH Indie Music).
Aproveitando esta véspera de feriado, onde no dia seguinte - Dia do Trabalhador - estaremos todos no descanso dos justos, nos reuniremos lá, pra prestigiar os viajantes e a música independente mineira. Numa noite que promete ser uma experiência musical rica pra platéia e uma relação musical mais que satisfatória à todas as bandas que se apresentam esta semana.

VINDE VENTURA (Alternativa / Rock / Progressivo)


A banda se apresentou pela primeira vez no BH Indie Music já no início do nosso projeto, no I BH Indie Music.
Naquela época, a banda atendia pelo nome "Meio Fio".
De lá pra cá, tendo como foco o trabalho autoral, a banda se moldou ao tempo e à experiência dos seus músicos.
Não só o nome da banda mudou para Vinde Ventura (vinde: venha), como chamaram novos parceiros para a formação da banda.
Com influências que vão da Bossa Nova ao HardCore, o traço marcante da banda fica explícito nas letras, carregadas de frustrações e questionamentos da vida moderna e urbana. Um trabalho humano.
Jovens, mas bem longe de serem pequenos burgueses, sabem exatamente o que estão falando e o porquê do que precisam dizer.
Buscando seu eixo na harmonia perfeita dos estilos pessoais de cada um dos seus integrantes, parecem chegar no equilíbrio, onde esperamos todos que fluam com esta emoção que carregam em sua música.
Vinde Ventura é Lucas Canorintte (vocal/guitarra), Marcelo Luiz (baixo), FEG (guitarra) e Ernani Dias (bateria).

SEU JUVENAL (Rock / Experimental / Indie)


Banda formada em fevereiro de 1997 em Uberaba, MG. Rock noise, punk rock anos 70, hard rock, heavy metal, os malditos da MPB....essa é a casa do Seu Juvenal.
Dessa forma, a banda caminha dentro da cena musical independente brasileira com uma vasta bagagem de influências, sempre perseguindo autenticidade e identidade própria. Depois de participações de cd's coletâneas e demos, em meados de 2004 Seu Juvenal lança seu primeiro cd independente, "Guitarra de Pau Seco". Produzido por Ronaldo Gino (guitarrista de uma das principais influências de Seu Juvenal, a banda Virna Lisi) nos estúdios Serrassônica, em Belo Horizonte.
O cd possui 12 músicas que ilustram bem toda a história da banda até aquele momento. "Guitarra de Pau Seco" teve uma tiragem de mil cópias e é um marco na história da nova música do triângulo mineiro. É um Cd em que Seu Juvenal tenta abranger ao máximo os estilos que percorreu no decorrer de sua história. Rock experimental talvez seja a melhor definição.
Atualmente a banda é formada por músicos que exercem também trabalhos artísticos paralelos – Olorum (thrash metal/hardcore), Cachorros Mortos (rock punk), Home Estúdio Caixa Preta (audiovisual), Osquindô (Rock para crianças – projeto social) . Isto tem proporcionado à banda uma maturidade sonora perseguida há anos.
Seu Juvenal agora vive entre as montanhas de Ouro Preto, onde vivem três dos quatro integrantes, e o cerrado uberabense, que é o berço da banda e moradia do baixista. A banda lançou em 2008 seu mais novo trabalho, o cd "Caixa Preta". São 09 músicas autorais gravadas pela banda no seu próprio homestudio em Ouro Preto, MG e todo postado pra download no endereço www.seujuvenal.gravatorio.com .
O ano de 2008 marcou efetivamente o retorno definitivo da banda ao cenário da música independente brasileira. Seu Juvenal é: Zacca: Guitarras, 2ª voz Tito: Baixo, Renato Zacca: Bateria e 2ª voz e Bruno Bastos: Vocal

MOTTIM (Alternativa / Grunge / Rock)

A Mottim surgiu em meados de 2001 com a intenção de fazer músicas sobre o dia-a-dia dos integrantes e suas perspectivas e visões das interações sociais, de uma forma sincera e poética, tentando passar um pouco da essência de seus membros em ritmo, prosa e melodia. A banda conta com Guto Santiago nos vocais e guitarra, Marco Pedrosa e Tuca Costa nas guitarras e backing-vocals, Felipe Vecchia no baixo e backing-vocals e Rafael Fina na bateria.

Suas influências vão desde o rock dos anos 60 até a música dos dias hoje, de Beatles à Queens of the Stone Age.

Em 2004 a banda lançou um EP contendo 4 músicas, como forma de premiação por ter vencido o festival de bandas da região dos Inconfidentes, tanto pelo voto dos jurados quanto pelo voto popular. Esse evento foi organizado pelo estúdio SAP e pela casa de show Imaginarium e teve a participação de mais de 60 bandas do pop ao rock. Esse EP foi o seu trampolim para alçar vôos mais altos, saindo do circuito das repúblicas estudantis de Ouro Preto, partindo para o circuito independente do Brasil. Com a ajuda da internet, a banda alcançou um público considerável conseguindo assim o renome necessário para receber convites para tocar em vários festivais, tendo como destaques o Alternativo Rock Festival em Itabirito, o Festival de Inverno de Ouro Preto e festivais que aconteceram em casas de show como CAEM (Cento acadêmico da Escola de Minas), Matriz e A Obra em Belo Horizonte, entre outras.

Agora em 2008/2009 a banda se prepara para lançar seu primeiro CD intitulado "Todo Teatro tem o seu Fantasma", que terá 13 músicas e será uma viagem pelo mundo teatral.

Algumas músicas desse novo CD já estão sendo tocadas nas rádios de Minas Gerais, entre elas, "A Fábula" é destaque entre as 5 mais pedidas da rádio Real FM (http://www.real.fm.br/) além de tocar bastante também nas rádios Província FM, Colonial FM, UFOP FM entre outras.

A Mottim está pronta para enfrentar a estrada em 2009, com todos seus encantos, desencantos, perigos e recompensas...
O que não vai faltar é coragem...

Mottim é: Guto Santiago: Vocais e guitarras, Marco Pedrosa: Guitarras e backing-vocals, Tuca Costa: Guitarras e backing-vocals, Felipe Vecchia: Baixo e backing-vocals e Rafael Fina: Bateria.

UMEAZERO (Rock / Alternativa / Freestyle)

UMEAZERO é uma alternativa, cuja filosofia sempre é a reflexão e reconstrução deles mesmos da maneira mais livre possível, procurando contribuir positivamente para a qualidade de vida de todos. Sempre sobre forte influência de artistas nacionais e em contato com projetos sócio-culturais buscam a valorização da cultura brasileira e norte-mineira, participando ativamente do cenário de música Independente da região de Montes Claros, têm a intenção de expandir cada vez o nosso trabalho.

"Acreditamos que a música é o melhor meio de sobrevivência, pois acalma, proporciona prazer e alegria às pessoas, ajuda na percepção e críticas aos atos e fatos que acontecem a nossa volta".

Formada em agosto de 2003 em Montes Claros/MG, a banda é constituída por: Chico Mineiro (Vocal), Bil Pereira (Guitarra), Guilherme Barbosa (Guitarra), Jardeson Acácio (Baixo) e Guilherme Prates (Bateria) e com um repertório de músicas próprias que cresce cada vez mais, tem como objetivo contribuir para abertura de idéias e liberdade de opinião sobre os demais problemas da sociedade.

Esperamos todos lá, fortalecendo, a cada dia, mais o nosso Projeto!


Projeto Matriz
Realização: BH Indie Music
Parceria desta semana: Instituto Geraes (Montes Claros)


BH INDIE MUSIC PROJETO MATRIZ
Quinta, 30/04, 21H
Bandas Vinde Ventura (BH), Umeazero (Montes Claros), Mottim (Ouro Preto) e Seu Juvenal (Ouro Preto).
Entradas: R$6,00 (na hora) e R$5,00 (antecipados).
Censura: 16 anos

Ingressos Antecipados: Cafeteria Folha Seca - Rua Augusto de Lima, 885 (há duas quadras do Matriz - funcionamento das 8 às 22h).

Matriz: Rua Guajajaras, 1353 - Centro (Terminal Turístico JK) - Inf.: [31] 3212.6122

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More