segunda-feira, 23 de junho de 2008

BH Indie Music - Movimento de bandas Independentes

ANTES

O mercado fonográfico mineiro é composto em 99,9% de artistas independentes, são estes os dados oficiais das sociedades de arrecadação autoral.

A cada dia, dezenas de novas bandas alçam o gosto da fama através da mídia eletrônica. Downloads, acessos, posts, direcionam o artista ao sucesso virtual.

Shows promocionais sem fins lucrativos, álbuns doados às custas da divulgação da banda. O merecimento de uma única veiculação radiofônica por ano, por disco, por lançamento.

A mídia convencional especializada em promover quem está no topo, dispensa o trabalho inédito.

Aos independentes, pede-se a espera. A oportunidade de selar um contrato com gravadoras que quebram e que dispensam.

A espera vaga.

Mais um punhado de mentiras, lançam estes artistas ao mercado negro da propriedade intelectual. Obras, aos milhares, trafegam pela web sem registros, sem autores, sem direitos.

Contratos de cessão, sem assinaturas, sem explicações das implicações a longo prazo.

A espera em desordem.


AGORA

Uma idéia se transforma em ação - tornar o mercado independente valorizado na sua produtividade musical. Organização e auto-gestão.

Apresentamos a cena independente em Belo Horizonte, colocando lado-a-lado todas as bandas produtivas do cenário de todo o estado. Mesclamos estilos e experiências. Reunimos mais de 70 artistas em 18 coletivos. Uns assistiram aos outros em palco, em ação visceral. Num ambiente amistoso, fez-se a cena. Somos todos indies. Aplausos.

Do que partiu de idéias, daquelas que pedem ações e, principalmente, ações que deixem queixas e descontentamentos de lado, o I BH Indie Music, se provou um organismo vivo da música independente.

A cena, cansada de ser confundida com amadorismo de músicos ocasionais, mostra a cara e o profissionalismo com que lida com o palco e o público num aprendizado curtido em anos da estrada underground.

Em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, 18 bandas se uniram e mostraram à imprensa em uma maratona de 20 horas de muito som alternativo, por dois dias seguidos, o porque da escolha deste cenário avesso à cultura de massa na música brasileira. Do sucesso fácil e efêmero. O compasso do tempo indie é mais longo.

Bandas que não fazem músicas como quem cria jingles de sucesso para FM. Letras que cumprem com a proposta de música inteligente, formações de palco não convencionais, refrões hinos e melodias e harmonias regadas de ineditismo e personalidade própria, são alguns dos ingredientes do trabalho independente que se guia pela ousadia e liberdade criativa. Pela autenticidade. Um amor pelo criar artístico, explícito.

Em puro gozo e volume, num porão denominado Matriz, elegeram o local como a fábrica da cena independente em MG, estado onde o cenário só cresce e é marca registrada da produtividade musical local há mais de 10 anos.

Aplicar visibilidade pra cena e tornar público o crescente número de bandas independentes de talento, foi o primeiro passo tomado pela Organização do BH Indie Music.


DEPOIS

Os próximos passos são a profissionalização de cada uma destas bandas em produtores fonográficos independentes, comercialização e veiculação dos fonogramas com registros de autores e conexos e aplicação de logísticas alternativas para os títulos produzidos por estas bandas.

Comendo pelas bordas e dando um passo por vez, o BH Indie Music avança para a credibilidade de um mercado promissor da música independente brasileira. Nas próximas edições, 70 bandas de todo o Brasil já se inscreveram para encorpar o coro, no que promete ser uma revolução do mercado musical e de entretenimento, além de uma grande invasão da indie música na mídia e nos ouvidos do público.

Site BH Indie Music
Concentração de idéias no Orkut

Momentos I BH Indie Music

Um comentário:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More